Eu preciso Dormir! Desmame Noturno existe mesmo?

Imagem: Pinterest

Imagem: Pinterest

Diariamente vejo mães reclamando que não dormem porque seu filho(a) acorda ainda para mamar de madrugada. Tem mulheres que há mais de 2 anos não sabem o que é uma boa noite de sono! Sei que ter filhos é cansativo, mas não precisa ser assim… aliás, pelo menos não deve ser assim! Às vezes pensamos: “Eu preciso dormir! Desmame noturno existe mesmo?”.

Se seu filho tem mais de 1 ano e ainda acorda muitas vezes para mamar provavelmente ele aprendeu a dormir assim e não sabe se comportar diferente com você.. Se seu bebê ainda é menor de 1 ano você pode conferir este texto aqui para tentar evitar. Mas se o “estrago” ja foi feito, calma! Ainda tem solução!

Crianças são seres maravilhosos que compreendem muito mais do que acreditamos neles. Comece estudando mais sobre o assunto “desmame” e você encontrará dicas valiosas.  “Tudo bem, eu ja li tudo, mas nada resolve!” – muitas mães me falam isso diariamente, as que tal, começar a colocar em prática então o que aprendeu? E, para te dar uma “mãozinha”, trouxe  hoje para vocês um relato muito especial de uma mãe colaboradora do blog SMS sobre o seu processo de desmame:

“Minha filha tem 1a10m e desde os 4m acordava quase que de hora em hora para mamar! Ja tinha tentado algumas coisas, mas sem sucesso algum… então a Simone do SMS me instruiu a fazer acordos com ela. O que eu escolhi foi o seguinte: eu falei para ela que a noite o sol vai dormir e que quando o sol dorme, todos dormem, inclusive o mamá. Aí, ela só poderia mamar de novo quando o sol acordasse! Fiquei alguns dias falando isso para ela… Ela mamava até dormir e eu ia falando isso. Quando ela acordava de manhã a primeira coisa que eu fazia era abrir a cortina e mostrar o dia falando que o sol “acordou” então, podia mamar (mesmo que ela nem olhasse porque tava vindo direto pegar o peito!rsrs). As primeiras noites que ela acordava de madrugada eu cedia sempre… Ela chorava e eu já dava logo o peito. Não aguentava vê-la chorar nem por 1 minuto! Ai a Simone foi me dando textos para ler e falando sobre o choro, como este AQUI e me explicando que acordos são para serem cumpridos; que ela não iria entender o acordo se eu não cumprisse. Explicou também, que ela chora não porque está sofrendo, mas porque está condicionada, pois ela sabia que o choro traria o mamá. É como apertar um interruptor e esperar a luz acender. O dia que ela não acende você aperta mais forte e mais vezes. Por isso ela chorava… E se não viesse o mamá, chorava mais forte, a fim de trazê-lo, e ela realmente tinha que desaprender isso! Então, pelo cansaço excessivo, resolvi tentar só uma vezinha e pensava: “Só UMA vez! Se ela sofrer muito nesta vez, eu não faço mais nos outros despertares”. Ela acordou e começou a chorar pedindo mamá… Eu decidida pegava no colo, balançava, cantava, oferecia água, comida, tudo! Ao total ela ficou 1h chorando! Foi bem difícil, mas eu fiquei sempre com ela; não neguei colo nenhuma vez, não deixei ela sozinha ou com o pai sem ela querer. Ia fazendo carinho, cantando (e me segurando para não chorar). Meu marido entrava no jogo tentando acalmá-la: fazia gracinhas, mostrava os seus brinquedos e a distraía; ela acalmava, parava um pouco e, voltava a chorar! E foi assim por uma infinita hora! Pensei muito em desistir, mas ficava dentro de mim assim “Só esta vez! Só esta vez!” Até que ela parou, quando meu marido estava lendo um livrinho, parou e ficou quietinha. Ai ficou no meu colo parada, não falava, nem fazia nada (também estava morrendo de sono! E, mesmo com ela em pé no meu colo, comecei a balançar o corpo e fazer shi shi shi. Foi assim por uns 15min…  e ela deitou a cabeça no meu ombro: mais uns 10min e finalmente dormiu! Dormiu por 4h seguidas (o que para mim já era muito). Pensei: “acho que dá certo mesmo” Ai acordou e chorou de novo, mas desta vez foi só por uns 15min. Depois, dormiu do mesmo jeito por mais 4h! Confesso que acordei me sentindo estranha. Não sabia se estava feliz ou com culpa! Mas a santa Simone me ajudou muito nestas horas! No dia seguinte ela mamou, dormiu e so acordou 7 HORAS DEPOIS! Pensei “putz grila isto faz milagre mesmo! kkkkk”. Dai em diante foi tudo muito mais facil. Ela foi reduzindo cada vez mais os despertares e voltava a dormir cada vez mais rápido. Claro que foi tudo um processo, cada dia um dia novo… Havia noites que acordava à cada 2h e noites inteiras que dormia. Teve dia de eu ter que dar arroz e feijão frio às 4h da manhã para ela; então, sempre deixava uns lanchinhos para caso ela pedisse! Mas desde aquele primeiro dia, ela nunca mais mamou na madrugada. No terceiro dia, ela ja pedia água ao invés de mamá quando acordava. Foi muito, mas muito mais fácil que eu imaginava! Hoje, 1 mês depois, ela está dormindo algumas noites “diretão” (8 a 9h seguidas) e outras ela ainda acorda 1x, bebe água e volta a dormir. Geralmente bem rápido! Acho que é um processo, longo, e estou respeitando o tempo dela! ”.

Observem que o seu relato mostra um processo diferente do choro controlado: a mãe ficou o tempo todo com a filha! Não deixou no berço sozinha ou aos berros com o pai; foi carinhosa, pegou no colo, conversou… Permanecer com a criança é fundamental! Mostra segurança, carinho e firmeza sempre para ensinar algo novo. A criança precisa sentir que os pais estão seguros daquilo e do que acordaram um com outro!

Mas, antes de sair correndo colocar em prática, por favor se atente para algumas observações importantes:

1. A criança precisa ter mais de 1 ano, estar bem saudável e não estar passando por nenhum momento de mudanças (escola nova, viagem, cuidador novo, etc);

2. A criança precisa ter uma alimentação já bem estabelecida e muito boa durante o dia. Esta é uma das chaves para o desmame de sucesso!;

3. Seguir a rotina RELIGIOSAMENTE nestes dias. Não ter dias muito agitados ou coisas que ela não está acostumada. Este processo vai durar alguns meses e portanto a rotina é fundamental durante este tempo. Isso porque, mesmo que a criança não mame mais há algum tempo, um dia muito agitado ou fora da rotina pode fazã-la acordar mais vezes, mesmo sem mamar, e você terá que seguir firme diante do cansaço para não dar o peito e “estragar” todo o processo;

4. Oferecer o jantar próximo à hora de dormir para ter certeza que ela não estará com fome;

5. Fique VOCÊ mãe no comando do processo. O pai pode ajudar, mas esteja sempre presente e não negue colo. Isto passa segurança para a criança e não a deixa se sentir abandonada pela mãe;

6. Deixe ela dormir bem durante o dia! É provável que a rotina de sonecas diurnas mude por um tempo, até que o sono noturno se estabeleça. Se a criança ja faz só 1 soneca pode ser que faça 2 alguns dias ou uma mais longa! Vai um tempo até regularizar: o importante é se a criança está com sono, coloque-a para dormir! Sono bom de dia igual a sono bom à noite;

7. Este é só um processo de desmame noturno! Nós do SMS aconselhamos seguir as orientações da OMS e SBP que aconselham o desmame natural.

Espero que estas dicas te ajude a alcançar a tão sonhada e merecida noite de sono! Com paciência e muito amor, você chega lá!

Boa sorte!

Por Simone De Carvalho

Share Button