6 afirmações de que o problema não é o seu leite!

6 afirmações de que o problema nao e o seu leite!

Foto: Google Images

A ideia de que o bebê chora por fome, causa um completo desespero (muitas vezes desnecessário)  para muitas mães, mas antes de entrar em parafuso, temos 6 afirmações de que o problema não é o seu leite! Nas primeiras semanas após o parto, a mãe está muito propensa a acreditar na ideia de que realmente não é capaz de nutrir o seu bebê, isso porque os níveis hormonais estão se regulando, após o furacão de emoções que envolvem o parto e a produção da prolactina nos dias seguintes.

Em nossa sociedade, a maternidade é um alvo fácil de comentários e palpites. Faz parte da cultura ocidental, receber todos os parentes e amigos no dia do nascimento do bebê, e nos demais dias de permanência na maternidade e estas visitas se estenderem por dias e dias a fio.

O objetivo principal é a observação do bebê. Mas também, a desconfiança de que se esta nova mãe, de fato, vai cumprir o seu papel materno. Esta sociedade, constituída por mulheres orgulhosas de suas maternidades, verbalizam com muita propriedade o que fizeram ou deixaram de fazer com seus filhos, e o “papo de comadre” ao redor desta mãe, muitas vezes, a transformam no objeto do palpite e da falação, e ela deixa de ser a figura principal de apoio, para ser tornar alvo de, suposições.

Trouxe 6 motivos para você de uma vez por todas acreditar que o problema so choro do bebê não é o seu leite. O choro de fome é sinal tardio e é preciso compreender os sinais do seu bebê através de uma observação atenta e sensível:

 

969260_708240769191246_2039866715_n

O poder atribuido à esta frase: “seu bebê chora por fome”, ou “ele está sentindo fome e é melhor que substitua o seu leite para evitar uma desnutrição” é um arma altamente poderosa e letal.

Abaixo, afirmações de que o problema não é o seu leite:

1) Não, não é o seu leite que está fazendo o seu bebê chorar. O que o faz chorar é a insegurança refletida em sua voz, na sua postura corporal e na forma como você o manipula. Não precisa ser um bebê para compreender que algo está errado com a mãe dele!

2) Não, não é o seu leite que o deixa com fome. É a falta de preparo, manejo e empoderamento correto, para que vocês sem unam em perfeita harmonia na hora da amamentação: o mecanismo de sucção do bebê é perfeito, assim como a anatomia da suamama. O que o deixa com fome é a pega incorreta, é o leite que demora a sair, é a falta de persistência da mãe em ajudar o seu bebê a esperar que toda esta máquina fantástica do leite materno funcione em perfeita harmonia. Fonte abundante e inesgotável enquanto ele estiver sugando.

3) Não, não é o seu leite, ou falta dele, que deixa os seus seios murchos. O problema é achar que a produção inicial, abundante e farta, que acontece exatamente para garantir que esta adaptação mãe e bebê ocorram da melhor forma, sem falta, irá se prolongar por tanto tempo… Tudo tem a hora exata de acontecer na amamentação, nem mais, nem menos.

4) Não, não é o seu leite. É o Leite Artificial que, oferecido prematuramente a um bebê antes dos seis meses, poderá comprometer definitivamente a amamentação. É ele em contato com o intestino frágil do bebê, muitas vezes é o responsável por episódios cruéis de cólicas e consequentemente o choro desconsolável do seu bebê;

5) Não, não é o seu leite que é fraco. “Fraco” é o argumento da mãe, que não consegue verbalizar que é plenamente capaz de nutrir o seu bebê. Que tem conhecimento suficiente para provar que sua escolha é acertada. Que consegue com gentileza, mostrar a toda família, amigos e vizinhos, que está fazendo o melhor pelo seu bebê.

6) Não, não é a falta do seu leite que deixa seus seios murchos. É a falta de confiança em si mesma, é a confiança demasiada em tudo que ouve sobre como aumentar a produção, abandonando por completo sua autoconfiança.

Quando iremos parar de acreditar que somos obrigadas a alguma coisa na nossa maternidade?

E, principalmente, em sermos desrespeitadas quase todo tempo, por não aceitarem a nossa forma de maternar? Só seremos obrigadas se consentirmos.

Compreenda o processo!

Acredite!

E, se ENTREGUE à amamentação!

Segredo da Amamentação: “Paciência e Perserverança”.

Um beijo com carinho,

 

Share Button
  • Andressa

    É uma luta diária de aceitação e de auto estima também é de acreditar em si e no seu instinto de mãe! Ninguém disse q seria fácil 😓

    • http://www.seasmaessoubessem.com.br Simone de Carvalho

      Tem toda razão Andressa! Um abraço querida,

    • Simone De Carvalho

      Disse tudo Andressa, muito bacana a sua percepção! Obrigada minha querida,